O SEU DESPERTAR ESPIRITUAL É AUTÊNTICO OU É MAIS UMA ILUSÃO ?

Buscar incessantemente se enquadrar dentro do “amor e luz” ou da “bondade” é um dos programas mais fortemente enraizados na maioria das pessoas, uma programação que está no inconsciente coletivo, há centenas de anos por meio de nossas heranças ancestrais.

A obrigação de se comportar bem e de forma amável à qualquer preço é um programa típico, ensinado em todas as religiões, principalmente as ocidentais e também em vários ensinamentos da nova era, uma crença maior de onde derivam-se outras crenças do tipo: você não pode pisar fora da linha, não deve sentir raiva, medo ou qualquer outra emoção humana considerada negativa, você deve se sacrificar pelos demais, deve dizer mais sim do que não e etc. ou seja, crenças que estimulam o ser humano bem intencionado, mesmo que de forma muito sutil, à buscar a perfeição, uma programação que bloqueia o autêntico desenvolvimento espiritual.

Ou seja, a cobrança por atingir níveis de comportamento, incompatíveis com  o seu atual estágio de desenvolvimento consciencial, inibe com mais freqüência do que se imagina, o  progresso do despertar espiritual natural, porque tende a nos manter fixados em um baixo nível de desenvolvimento psicoemocional.

Transcender essa programação faz parte dos primeiros passos para que de fato, você consiga evoluir em seu desenvolvimento psicoemocional e espiritual.

Amados é essencial entender que o processo de transcender essa crença da perfeição, de ser alguém exemplar, passa primeiro pelo trabalho de identificar, aceitar e transmutar nossas sombras e, é por isso que dizemos que a Terra é uma grande acadêmia onde temos oportunidades diárias para expandir a nossa Luz, a nossa consciência e a nossa capacidade de amar incondicionalmente, começando por nós mesmos!

A sombra é um termo psicológico para tudo aquilo que não podemos ver em nós mesmos. Tudo aquilo que não queremos ou não conseguimos enxergar.

Para sair dessa dinâmica que nos leva a lugar nenhum, se faz necessário reconhecer que os conflitos cotidianos, são na verdade oportunidades de jogar Luz em nossas sombras, para enxergarmos com clareza o que precisa ser curado em nós, além disso, a meditação se faz essencial, assim como a vigilância em trazer com frequência, a sua atenção para o momento presente, essas são providências que aliadas à sua intenção, irão provocar verdadeiras revelações e transformações à nível pessoal e também coletivo.

Você se ama incondicionalmente ou se observa, vez ou outra, sufocando aspectos de si mesmo dos quais se envergonha?! Se amar incondicionalmente também é se observar incondicionalmente, reparando o que precisa ser reparado em você sem se julgar ou se punir. Porque quando você se julga ou se pune, você apenas está trocando uma sombra pela outra!

Tudo o que negamos em nós mesmos ou que consideramos inferior, mau ou inaceitável – se torna parte da sombra.

Reprimir aquilo que você não aprova em si mesmo ou julga ser errado nos outros é o primeiro passo para garantir que você NÃO avance em seu processo de transição e libertação pessoal, uma vez que essas partes não examinadas ou renegadas de sua personalidade, não vão a lugar algum, ou seja, embora você possa negar que elas existem como uma tentativa de expulsá-las, ninguém se livra de suas sombras dessa forma.

Contudo se você estiver disposto a aceitar que o conflito interno, sempre irá se manifestar na realidade de diferentes formas, justamente para que você consiga trazer para o lado de fora aquilo que precisa ser visto, aceito e transcendido, certamente fará com que você avance muito em seu próprio processo de despertar . 

O Agir “espiritual” cria uma persona ou máscara social que dá a nós e aos outros a impressão de que somos “iluminados” e, embora essa persona “perfeita” possa aumentar a nossa auto-estima, ela não promove de fato qualquer crescimento consciencial ou espiritual.

Normalmente a pessoa que busca agir de forma “espiritual” se esforça para proteger a sua auto-imagem de qualquer coisa que não seja lisonjeira ou admirável. E, portanto, é mais fácil que essa pessoa crie o hábito de observar a sombra de outra pessoa, antes de reconhecer a sua própria sombra, o que não é totalmente improdutivo, desde que essa pessoa tenha a consciência de que aquilo que ela aponta e julga no outro, pode ser justamente, algo que ela precisa reconhecer e trabalhar em si mesma! 

O despertar espiritual autêntico vai na contramão de parecer “amor e luz”, justamente porque são nos momentos em que oscilamos, são naquelas situações cotidianas, onde os conflitos internos se manifestam no mundo externo é que nos deparamos com o medo, a raiva, a culpa e o sofrimento que há em nós! 

Por este motivo que meus mentores espirituais me sopram à todo momento a necessidade de lembrar à vocês, corajosas sementes estelares, que a intensidade das energias que estamos experimentando neste momento e que está sendo potencializada, com o portal que foi aberto pelo eclipse é uma oportunidade especial para enxergarmos com clareza, as emoções e crenças que estão armazenadas em nós, na maioria das vezes desde a mais tenra infância. Um conjunto de condicionamentos e programações mundanas que coletamos desde o nascimento.

Aceitar que essas experiências são necessárias e valiosas abre caminho para um autêntico desenvolvimento espiritual.

Você saberá que desfez a crença limitadora de que precisa ser perfeito, quando parar de julgar os outros, mesmo que em pensamento e quando parar de se sentir culpado ou envergonhado por ainda não ser como gostaria ou acha que deveria ser.

Amados, o despertar espiritual autêntico é o retorno do Espírito Original ou Self . E, é esse retorno do Espírito que nos torna verdadeiramente humanos. 

Contudo, esse reencontro com o seu verdadeiro Eu é um processo que passa por vários estágios. E essa centelha divina não é impulsionada pela necessidade de aceitação externa, ou seja, o Self original não sente a necessidade de reconhecimento ou aplausos. 

Quando estamos completamente alinhados com o Amor e a Luz genuínos, simplesmente nos sentimos desta forma, não há esforço ou controle envolvido nessa dinâmica, porque o Espírito é calmo, neutro, compassivo, compreensivo e intuitivo.

 

E mais uma vez dizemos à vocês, há um longo caminho a ser percorrido e não estar disposto a percorrer essa estrada é o que leva milhares de pessoas a trocar uma ilusão pela outra, a trocar a religião pela nova era, misticismo, esoterismo ou qualquer outra doutrina que lhe motive mesmo que de forma sutil, a entregar o seu poder de transformação à algo ou à alguém!

O trabalho das sombras e de suas limitações o ajudará a ver que você não é diferente, não é pior e nem melhor que ninguém.

Gratidão. Equipe Luz das Estrelas.

https://luzdasestrelas.com.br/

Compartilhar: