Depois de George Bush Sênior ser executado, uma guerra secreta se concentra na SWIFT

10.12.2018 – Benjamin Fulford.

Desde a morte do Fuhrer nazista do IV Reich, George Bush Sênior, a batalha pelo controle do sistema financeiro mundial e, portanto, do processo de decisão do futuro da humanidade, agora, está centrada no controle da Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais  (Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication – SWIFT).

Uma batalha final está se desenrolando entre as 13 linhagens, que tradicionalmente controlam o planeta e os meritocráticos Illuminati Gnósticos, que controlam o Complexo Industrial-Militar dos EUA, concordam várias fontes. A batalha está se encaminhando para um clímax indefinido, agora que George Bush Sênior foi “executado”, como confirmado por fontes do Pentágono e da CIA.

Aqui está o que uma fonte da CIA tinha a revelar:

“Soube por duas fontes que G.H.W. Xerife (Bush Sênior), de fato, em 10 de Setembro de 2018, foi acusado de crimes contra a Humanidade, tráfico de crianças, sedição e traição. Supostamente ele negociou um acordo com o tribunal militar, que ouvindo seu caso, condenou-o para ser executado/suicidado, para manter seu legado intacto para sua família e seguidores. Trump assinou a ordem de execução. Dessa forma, então foi um clone que foi executado, já que também temos informações de que ele morreu em Junho (outro clone). Acho que Bush/Xerife, realmente morreu em Janeiro de 1992, engasgando com sushi, depois de ter acabado com Barbara Bush com um pano envenenado (como visto no vídeo postado na semana passada). Tribunais militares estão marcados para começar em 02 de Janeiro de 2019.”

Por sua vez, fontes do Pentágono, disseram que o presidente dos EUA, Donald “Trump teve o cuidado de não conceder a Bush um funeral de Estado, já que para o cerimonial desse criminoso foi negado um cavalo e uma urna funerária, como concedido a Reagan”.

“Ao vencedor pertencem os espólios dos vencidos, cabendo a Trump escolher o ex-Procurador-Geral de Bush, Bill Parr, como seu próximo AG, escolhendo ‘o dia que viverá na infâmia’, 07 de Dezembro [aniversário do ataque a Pearl Harbor] para seu engajamento”, declarou, adicionando, a fonte do Pentágono.

A fonte da CIA, também, se perguntou se Barr teria “feito algum acordo para evitar os tribunais militares para, depois, ser ‘McCained’? (Ultimamente, este é o termo que está sendo usado para execução/suicídio). Quem sabe ele tenha mudado, como o Senador Lindsey Graham?”.

A morte de Bush, ex-embaixador dos EUA na China, cujo irmão entregou segredos militares dos Estados Unidos a esse país (como Hillary e Bill Clinton também fizeram), significa que os Estados Unidos e a China também estão confrontando as famílias de linhagem que estão buscando proteção chinesa, de acordo com fontes da Sociedade Secreta Asiática.

Fontes do Pentágono dizem que a prisão do conglomerado chinês da Huawei, Meng Wanzhou, é “derrubar os Clintons e seus laços traiçoeiros com a China, nos anos 90”. Os maçons da China, previamente, haviam admitido a esse escritor que haviam investido pesadamente na eleição de Hillary Clinton como presidente dos Estados Unidos, porque lhes foi prometido um “Estados Unidos da China” incluindo a ASEAN, a península coreana e o Japão.

Anteriormente, a inteligência militar norte-americana, também, havia nos confirmado de que George Bush Sênior forneceu à China a tecnologia necessária para guiar seus mísseis nucleares com precisão. O objetivo de Clinton/Bush da transferência de tecnologia militar para a China era tornar a China, militarmente igual ao G7, de modo que a planejada guerra de fim de ciclo “Gog versus Magog” fosse suficientemente destrutiva para resultar em seus tempos finais artificialmente planejados.

No entanto, em vez disso, os fanáticos religiosos por trás desse plano enfrentarão os tribunais militares “a partir de Janeiro de 2019”, confirmam fontes do Pentágono e da CIA.

No preparo desses tribunais, fontes do Pentágono dizem que “o Chefe-Geral do Exército, General Mark Milley, foi nomeado como o próximo Presidente do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos (Joint Chiefs of Staff – JCS) para dar continuidade à proteção de Trump, em seu segundo mandato”.

De uma forma rara, “Este anúncio foi feito cedo, como forma de envio de uma mensagem ao Estado Profundo, Uma vez que o presidente anterior do JCS era do Exército, que foi novamente escolhido em detrimento a pessoal da Força Aérea e da Marinha”, continuou a fonte. Os oficiais da Força Aérea e da Marinha têm estado fortemente implicados na planejada Terceira Guerra Mundial, sendo por isso que estão perdendo sua vez de comandar todo o JCS, nota da Agência de Inteligência de Defesa.

Para entender que tipo de mudanças mundiais o governo militar dos EUA está esperando, vamos dar uma olhada no que o Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse num discurso proferido no German Marshall Fund, em  04 de Dezembro de 2018.

https://ua.usembassy.gov/remarks-by-secretary-pompeo-at-the-german-marshall-fund/

Nesse discurso, Pompeo disse que precisamos “perguntar se a atual ordem internacional serve o bem de seu povo, da melhor maneira possível. Se não, devemos perguntar como podemos corrigi-lo”. Mais tarde, em seu discurso, deixou claro que as atuais instituições internacionais como o Banco Mundial, o FMI, a União Europeia, a ONU, a União Africana e a Organização dos Estados Americanos estavam todas falhando e precisando de uma reforma profunda e total.

Eis alguns trechos de seu discurso:

“O Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional foram fundados para ajudar a reconstruir territórios destruídos pela guerra e promover investimentos e crescimentos privados. Hoje, essas instituições frequentemente aconselham os países que administram mal seus assuntos econômicos a impor medidas de austeridade que inibem o crescimento e expulsam os atores do setor privado. Hoje, nas Nações Unidas, as Missões de Manutenção da Paz se arrastam por décadas, não estando mais perto da paz… A ONU foi fundada como uma organização que acolheu nações que amam a paz. Eu pergunto: Hoje, ela continua a servir sua missão com fidelidade? A UE garante que os interesses dos países e de seus cidadãos sejam colocados antes daqueles  dos burocratas aqui em Bruxelas?”

No entanto, as soluções propostas por Pompeo – imitar o que Trump estava fazendo nos EUA e reafirmar o poder dos estados-nação e da liderança dos EUA – ficaram muito aquém do objetivo, quando se tratava de oferecer soluções para os problemas enfrentados pelo mundo Ocidental e pelo planeta como um Todo.

Por exemplo, ele não mencionou que o atual sistema financeiro, controlado por algumas famílias de mestiços, devastou a classe média no G7 e criou grandes diferenças entre os ricos e os demais, mesmo em lugares como a China. Agora, a situação é tal que 0,1% da população controla mais riqueza do que os 90% restante e Pompeo não propôs um reset ou um jubileu para corrigir essa situação.

Pompeo, tampouco mencionou o fato de que a humanidade eliminou 60% da vida animal desde a década de 1970 e ofereça qualquer tipo de solução.

https://www.wwf.org.uk/updates/living-planet-report-2018

Na verdade, em 08 de Dezembro, Trump twittou que:

“O Acordo de Paris não está funcionando muito bem para Paris. Protestos e tumultos em toda a França. As pessoas não querem pagar grandes somas de dinheiro, muito para países do terceiro mundo (com acordos questionavelmente efetuados), a fim de, talvez, proteger o meio ambiente”.

Com certeza, o Acordo de Paris baseou-se na ciência fraudulenta de que “o Carbono é o causador do aquecimento global”. Não entraremos aqui em detalhes, todavia, atentem para este link como um exemplo notório:

https://wattsupwiththat.com/2018/07/06/friday-funny-scottish-record-high-temperature-caused-by-ice-cream-truck/

No entanto, pelo menos eles estavam tentando. A Sociedade Dragão Branco (SDB) propõe uma alternativa que consiste em criar uma futura agência de planejamento com recursos meritocráticos, para presidir uma campanha de vários trilhões de dólares para parar a destruição ambiental e acabar com a pobreza. Isso também poderia fornecer empregos para os “comedores inúteis” programados para serem assassinados em massa pela facção nazista que Trump assumiu. Gostaríamos de ver o governo militar dos EUA propor algo semelhante e levar a China, a Índia e o resto do mundo, também, a bordo.

De qualquer forma, a facção do aquecimento global parece estar perdendo a batalha no Ocidente, especialmente na França, sede da facção Rothschild do aquecimento global. Lá, fontes do Pentágono dizem que: “O ex-Chefe de Defesa francês, que foi demitido pelo Presidente Emmanuel Macron, General Pierre de Villiers, é a escolha do povo para o Palácio do Eliseu”. Acrescentam ainda que “Marine Le Pen é mais poderosa do que a espada e que se não for Presidente, será um bom Primeiro-Ministro ou Ministro das Relações Exteriores.”

A luta do governo militar dos EUA contra as linhagens, no entanto, está longe de terminar. Voltando ao discurso de Pompeo e ao topo deste artigo, anotamos que ele disse:

“A América pretende liderar – agora e sempre. Por exemplo, aqui na Bélgica, em 1973, bancos de 15 países formaram a SWIFT para desenvolver padrões comuns para pagamentos internacionais e, agora, é parte integrante de nossa infraestrutura financeira global. A SWIFT recentemente desconectou os bancos iranianos sancionados de sua plataforma por causa do risco inaceitável que eles representam para um sistema – para o sistema como um todo”.

O que ele estava aludindo é que existe um esforço europeu (linhagem) e chinês para contornar as sanções dos EUA/SWIFT, através da criação de um sistema alternativo internacional de pagamentos. Isso ainda está acontecendo, com países como a Índia, a Rússia e a China saírem da SWIFT, para acabarem com o controle da infraestrutura financeira internacional dos EUA.

Os EUA têm reagido forçando a mudança de regime nos países europeus que tentam sair da SWIFT, daí (em parte), os problemas na França.

O outro grande campo de batalha é o Japão. No dia 06 de Dezembro, a Softbank Corp. sofreu um desligamento de quatro horas de sua rede de telecomunicações móvel,  bem como nas baseada em linhas. A Softbank tem trabalhado com a Huawei (cujo nome華為, a propósito, significa “para a China”) para vender seus telefones e usar seu sistema de pagamentos. Também, existe a suspeita de que a Softbank está usando a Oferta Publica Inicial (Initial Public Offering – IPO) de sua unidade de telecomunicações, marcada para 19 de Dezembro, como uma forma disfarçada de vender a unidade para a China, mais especificamente à Huawei, disseram fontes da CIA.

Por favor, tenha em mente que a Softbank comprou a Fortress Asset Management, dona da Musashi K.K., a empresa cujas máquinas contam com mais de 80% dos votos do Japão. Richard Koshimizu, do Partido Independente do Japão, forneceu evidências detalhadas de que a empresa, fundada pelo avô do Primeiro-Ministro Shinzo Abe, o ex-Primeiro-Ministro Nobosuke Kishi, é usada para roubar as eleições japonesas.

Também, é importante notar que o governo Abe, na semana passada, aprovou uma lei permitindo que os recursos hídricos do Japão sejam privatizados e presumivelmente vendidos com um desconto para a Veolia, uma empresa controlada pela filial francesa da família Rothschild.

Também, tenham em mente que o CEO da Softbank, Masayoshi Son, recebeu pelo menos US $ 45 bilhões do Príncipe Herdeiro, Mohammed bin Salman,  o (Rothschild) israelense. Alguém quer apostar no Son?

 Fonte: Antimatrix.org 

Tradução de Candido Pedro Jorge

 Sementes das Estrelas

http://luzdasestrelas.com.br/

 

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *