O Coletivo Arcturiano – A LEI DA ASCENSÃO E A CONSCIÊNCIA DA SINGULARIDADE

Não há unidade sem o respeito à individualidade, pois ao não respeitar as singularidades, se exclui o indivíduo e suas próprias necessidades, habilidades e dons.

Ao respeitar a singularidade de cada ser, todos reconhecem o indivíduo que há no outro e fica mais fácil entender que juntos, todos os indivíduos formam a consciência da igualdade se tornando assim, UM novamente, Só que o UM mais expandido!