PREPARANDO-SE PARA A CIDADANIA CÓSMICA

A humanidade está evoluindo para aprender a funcionar melhor dentro da consciência de grupo através de muitos contextos sociais diferentes que apresentam uma série de desafios pessoais como um subproduto do ciclo de bifurcação e ascensão.

As frequências mais altas e as configurações do corpo da nova órbita dos chakras nos empurram para uma base energética completamente diferente, o que nos leva a obter as maiores lições de nossa consciência em evolução, o conteúdo que estamos sendo forçados a aprender neste momento.

Antes que possamos alcançar a soberania pessoal e nos unirmos à Comunidade da Consciência Universal, devemos nos desenvolver em nossa capacidade de navegar em alinhamento com a consciência grupal baseada no coração, a serviço dos outros. Isso requer que aprendamos a viver de maneira honesta, transparente, autêntica, não podemos nos esconder atrás de qualquer máscara de engano ou ainda usar forças de manipulação para obter o que desejamos ou para dominar as outras pessoas.

Se usarmos manipulação e forçar nossa vontade pessoal para servir a si mesmo, ou para nos sentirmos mais confortáveis, essas energias alimentarão ajudando a crescer os medos da mente predadora.

Para nos tornarmos Cidadãos Cósmicos, se realmente queremos viver Deus, Soberano e Livre, na Lei do Um, temos que obedecer a essas leis e praticá-las agora mesmo no mundo físico, para que quando a linha do tempo do GSF (Deus-Soberano-Livre) for aberta , termos a oportunidade de nos juntar ao resto da Comunidade Galáctica, se não formos mentes criminosas ou predatórias.

Na linha do tempo do futuro ascendente, como um Cidadão Cósmico do GSF, tudo é visto como uma assinatura energética dentro do corpo de luz, não há absolutamente nada que esteja oculto.

Se houver um ato de brutalidade, dano ou criminalidade, cada mínimo detalhe será conhecido e visto por outros na Comunidade Cósmica, se eles observarem sua consciência, eles verão tudo dentro do seu corpo de luz.

Se houver atividade criminosa em seu registro de consciência, se houver baixa ética ou desdém para outras pessoas, o corpo de luz não será forte o suficiente, não será brilhante o suficiente para manter a freqüência mais alta necessária, o que significa que a consciência não pode existir Naquele tempo e espaço, a maior ou em planetas avançados que estão na aliança dos Mundos Livres Interdimensionais,

Assim, muitos de nós são intencionalmente colocados em difíceis situações sociais que envolvem a navegação na consciência de grupo, como em comunidades, organizações, associações, profissões e uma infinidade de outros tipos de relacionamentos no coletivo.

Muitas pessoas no caminho da ascensão são guiadas em alguma forma de contribuir diretamente para situações sociais alternativas, como praticar novas diretrizes de comportamento como tratar todas as pessoas como reflexos espelhados dos eus coletivos mais elevados, enquanto participam de uma comunidade espiritual ou de consciência.

Isso não é apenas para aprender e desenvolver-se espiritualmente, mas para obter explicitamente o autoconhecimento de como navegar com sucesso na dinâmica de grupo, melhorando a resolução de conflitos e as habilidades de comunicação sem ser acionado negativamente e agir de acordo com nossos comportamentos destrutivos.

Temos que aprender a conviver uns com os outros de forma pacífica e harmoniosa em um ambiente de grupo, e muitos de nós estaremos enfrentando esses tipos de desafios sociais diferentes e difíceis agora.

À medida que enfrentamos uma série de desafios sociais, estaremos medindo nossos resultados e insumos energéticos como formas de energia disponível, a fim de determinar quais atividades gastam muita energia e quando precisamos economizar energia.

Muitos de nós percebem que, se estamos na presença de engano, é preciso uma enorme quantidade de energia para continuar encobrindo uma mentira, enquanto a verdade, mesmo quando é desagradável e difícil de encarar, realmente aumenta a energia disponível para todos. Se queremos restaurar a energia para um lugar onde o engano existiu, dizemos a verdade como a conhecemos da forma mais precisa possível.

Isso está diretamente relacionado ao novo conjunto de habilidades do discernimento entre sistemas entrópicos (energia de drenagem) e negentrópicos (aumento de energia) que operam na consciência de grupo.

Devemos trazer a consciência para observar o comportamento dos sistemas de energia e como essa perda de energia é gerada e aprofundar o estudo de como podemos aumentar a energia em nossas vidas e nas vidas dos outros pelos sistemas de energia que criamos.

Isso se torna ainda mais importante se estivermos envolvidos na consciência de grupo e se tivermos acesso a ferramentas de poder, porque a saúde da consciência de grupo terá precedência e prioridade sobre os desejos de qualquer indivíduo de abusar do poder ou usar ferramentas de poder para razões egoístas.

Muito do discernimento mais elevado que precisamos observar de forma neutra está nos sistemas de energia que criamos, e são regidos pelas energias criadas por nossa própria conduta ética.

Quando medimos nossas intenções e somos autoconscientes de nossa própria conduta ética, podemos nos perguntar para testar a situação para saber se estamos caminhando em auto-ilusão para servir aos nossos desejos, ou se estamos operando altruisticamente do mais profundo e verdade mais alta, agindo em alinhamento ao nosso coração e empatia pelo serviço aos outros.

Essas escolhas internas são feitas por nossa participação consciente e são o que alimentam a motivação mais profunda para o que é criado (este é o projeto), e é isso que governa como direcionamos nossas energias de consciência quando estamos criando algo.

Ao administrar nossas energias, devemos sempre retornar à intenção central do que foi originalmente criado, a fim de ver a real motivação e intenção que originalmente começaram a alimentar a energia em toda a criação.

Isso é mais complexo quando algo é gerado a partir de uma pessoa na qual muitas outras pessoas fazem uma escolha de colaborar, pois cada pessoa empresta sua colaboração e essa energia terá uma assinatura de egoísmo (competição dividida) ou abnegação (cooperação unificada) no projeto de consciência de grupo.

Voltando à intenção original de criação do projeto que é chamado de engenharia reversa, se você poderá ver o que está por trás de qualquer coisa ou alguém, devemos retornar à criação original na linha do tempo e observar a semente de intenção que estava por trás de tudo.

Se o projeto ou criação foi fundado com base em motivações egoístas de competição dividida, a intenção da colaboração é feita com algo inerentemente egoísta, e isso sempre drenará nossa energia espiritual.

As pessoas podem participar com qualquer coisa baseada em motivações egoístas e, se não puderem mudar sua motivação para cooperar com a consciência grupal envolvida em um local de serviço, elas experimentarão um dreno grave de energia de sua própria autoria.

Para ganhar energia, devemos nos alinhar verdadeiramente para se ajustar em cooperação unificada, sem que as expectativas sejam colocadas sobre os outros, colheremos os ganhos da energia geradora que nos é devolvida mil vezes, como resultado do altruísmo de nossas motivações e se nós não conseguirmos  mudar nossas motivações para cooperar com a consciência de grupo envolvida de um local de serviço, experimentaremos um dreno severo de energia.

Para participar do ciclo da Ascensão, é necessário que nossa transformação deixe de servir aos desejos individualistas egocêntricos da competição dividida. Também requer encontrar nosso lugar dentro do alinhamento correto da consciência grupal, temos que encontrar aquilo que é autêntico ao nosso verdadeiro e verdadeiro eu, sem perder o núcleo de nosso eu real ou drenar nossa energia tentando manter nossa individualidade no grupo.

Quando não estamos sendo o nosso verdadeiro eu, somos drenados de energia, essa energia é usada para colocar uma aparência  egoica. Enquanto estamos no processo de eliminar nossa identidade negativa do ego, estamos no processo de encontrar o verdadeiro eu interior, o coração do ser para servir aos outros, e encontrar novas maneiras de aumentar nossa energia para que possamos compartilhar e circular essa energia com os outros.

É assim que aprendemos a expandir nossa capacidade de nos sentirmos confortáveis ​​conosco, enquanto participamos ou observamos uma variedade de papéis ou arquétipos que podem se revelar na consciência de grupo.

Eventualmente, nosso objetivo é nos tornarmos conscientes dos papéis ou arquétipos que são jogados inconscientemente ou conscientemente, e nos livrarmos do medo que nos faz esconder nossos sentimentos reais por trás das máscaras, que mostramos ao público.

Máscaras inconscientes drenam nossa energia e são criadas a partir de; ego ferido, conflitos não resolvidos, medos arraigados de vulnerabilidade e traições de confiança equivocada em outros. Tornar-se autêntico em um ambiente de grupo exige que abandonemos nossas identidades falsas e nos expressemos de forma transparente e autêntica, sem precisar defender quem somos.

Seja qual for o grupo ao qual você possa estar conectado neste momento, isso tem um propósito maior para o crescimento espiritual pessoal, completando os ciclos e cronogramas cármicos, bem como um aprendizado de como manter, conservar ou aumentar as fontes de energia pessoais.

Essa experiência em grupo nos ajuda a desenvolver uma maior maturidade espiritual, a obter o conhecimento direto e a experiência da unidade na diversidade, a cooperação unificada inerentemente presente nos níveis avançados da consciência coletiva.

Quando temos a auto-realização desse fato, começamos a experimentar a profunda conexão que temos com os outros, o que aumenta ainda mais nossos sentimentos genuínos de empatia e compaixão por todas as pessoas e pelo mundo.

Quando somos egoístas e egocêntricos, se estamos emocionalmente feridos ao ponto de nos recusarmos a ver a verdade e preferirmos viver confortavelmente em um engano, nos fechamos.

Deixamos de ter a capacidade de ter sentimentos genuínos de empatia ou verdadeira compaixão pelos outros e empatia pela condição humana atual que todos carregamos.

Evoluir para a consciência de grupo não significa que nos tornamos conformados como uma corrida para uma mente de pensamento automatizado.

Significa que abandonamos nosso egoísmo característico e desejamos uma competição dividida, aprendemos a prestar serviço ao todo, respeitando e permitindo que os outros sejam um reflexo de nossa interconexão.

A maioria das pessoas não gosta de ser maltratada por ninguém, então por que tantas pessoas sentem que é justificável tratar os outros tão mal? No caminho da ascensão, nós temos que quebrar este ciclo de abuso e maus-tratos de nossos companheiros humanos, assim como as criaturas nesta terra.

O corpo planetário está elevando suas frequências para potencialmente ir além do sistema de fonte fechada da arquitetura que compõe as energias inferiores, as três camadas do ego ou a programação egoica individualizada.

Sempre que estivermos envolvidos com uma consciência de grupo, estaremos enfrentando questões desafiadoras de resolução de conflitos entre todas as partes envolvidas que estão colaborando, na medida em que essas três camadas de ego ainda estão no controle dos presentes.

O programa do ego negativo é um destruidor. É importante entender como conflitos não resolvidos gerados a partir de programas negativos do ego são uma forma de controle da mente e funcionam como uma arquitetura de sistema fechado, que drena a energia do propósito organizado da consciência geral do grupo.

Quando existem conflitos ocultos entre membros de um grupo, que compõem os componentes de seu sistema humano de energia, esses conflitos não resolvidos consomem energia além do que é necessário para o sistema funcionar bem, e isso aumenta a entropia.

É por isso que liberar conflitos ocultos e trazê-los para a transparência através da honestidade, ao abrir diálogos entre as partes envolvidas, é sempre a resposta certa. A transparência é um conceito de sistema de código aberto e uma parte muito importante da resolução de conflitos,

Por outro lado, forças trevosas se comportam em sistemas de arquitetura de código fechado. Ao promover o medo, eles ofuscam e confundem o assunto em questão, a fim de aumentar o conflito interpessoal, aumentar o caos e disseminar a desordem em um grupo, dividir e conquistar.

Os espíritos impostores e o ego negativo são extremamente inteligentes em distorcer os núcleos da verdade, a fim de disseminar informações erradas e boatos para romper a unidade e a ordem que está presente em qualquer tipo de consciência coletiva.

Essa tática não apenas trabalha para dividir a consciência de grupo, mas é como a energia é desviada de forma eficaz, atrapalhando os propósitos mais elevados do funcionamento dos grupos.

Quando as pessoas estão em estados contínuos de caos ou confusão, e espalham formas não verificadas de fofoca ou negatividade, a energia é drenada das pessoas do grupo que recebem a isca da negatividade, e isso tem um impacto geral para as pessoas envolvidas.

Se esse dreno energético não for corrigido através da resolução de conflitos, e se a transparência não for dada à situação, o grupo corre o risco ao longo do tempo, com o acúmulo de múltiplos conflitos não resolvidos, de se decompor e deixar de existir.

A resolução de conflitos e o enfrentamento de conflitos com transparência honesta eliminam a perda energética que o conflito cria nos sistemas humanos, como nos grupos organizados.

Às vezes, é possível que formas profundamente honestas de comunicação compassiva usadas para resolver conflitos possam realmente ajudar as pessoas envolvidas no grupo a ganhar energia e se tornarem ainda mais fortes em seu propósito.

Quando mostramos verdadeira empatia pelo ponto de vista dos outros, isso pode unir poderosamente as pessoas com uma visão ou objetivo comum. Isso é importante para entender qualquer tipo de interação feita entre pequenos ou grandes grupos de pessoas, sejam seus familiares, colegas de trabalho, gerenciamento de projetos ou comunidades espirituais.

No entanto, às vezes, manter comunicações amorosas com empatia não é suficiente para unificar os conflitos harmoniosamente, e escolhas devem ser feitas para parar o esgotamento energético.

Os Comportamentos do GSF são fornecidos como uma ferramenta emocional para ajudar a aplicar um modelo de conduta ética mais elevada ao participar das lições necessárias de evoluir para a consciência de grupo, limpando os programas destrutivos que herdamos na Terra.

Podemos substituir as motivações energéticas inferiores que são dirigidas por meio da competição dividida e, propositalmente, substituir essas motivações para ajudar a colaborar e criar uma consciência de grupo avançada para modelar a cooperação unificada.

Este trabalho de limpeza dura está nos preparando para entrar na Cidadania Cósmica, e a escolha de fazê-lo sempre dada ao indivíduo.

Visite-nos no youtube:

Luz Das Estrelas

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos:

http://luzdasestrelas.com.br

(Fonte: Newsletter, Entropy and Negentro)

Edição e Tradução: Dafne Lima Equipe Luz Das Estrelas

Você também pode gostar:

REAPRENDIZAGEM NO ESPÍRITO DE COMUNIDADE

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *